Arquitetos: combinando o que você quer com o que sua casa precisa

Arquitetos são muito importantes para uma obra. Veja suas funções no Construindo e Reformando!

Publicado em 21/01/2015

Avalie este Artigo

arquitetura está em alta e vem colhendo bons frutos nas épocas atuais. Antigamente, a procura por arquitetos para projetar e decorar casas, escritórios, estabelecimentos e outros, era bem menor do que hoje em dia. O aumento na procura por um profissional acontece com muito mais frequência, principalmente pelas inovações em design e projetos e novidades que surgem no mercado. 
Contudo, existem algumas dúvidas relacionadas aos arquitetos e seus serviços que podem ainda deixar alguns possíveis clientes inseguros na hora de contratar. Vamos ver quais são:

 

arquiteto

 

As principais dúvidas são relacionadas aos custos e execução. Hoje em dia, arquiteto não é profissional de luxo, e ele existe para modelar sua casa ao seu gosto. 
Existem diversos tipos de projeto, e os valores variam de acordo com a proporção da obra, ou seja, o valor é cobrado na maior parte das vezes por metro quadrado. 


Você pode contratar:
- Consultoria: A mais acessível, uma forma de aconselhamento sobre layout, distribuição de móveis, acabamentos. Tudo de acordo com o que o cliente quer para seu espaço, qual impressão deseja passar e como quer que outras pessoas se sintam no ambiente.

- Estudo preliminar: É a parte intermediária do projeto, onde o ambiente, como um todo, é desenvolvido, ou seja: a planta, mas sem detalhes técnicos de planejamento e execução.

- Projeto executivo: É o serviço completo. Todos os serviços serão detalhados, com os móveis, forro, iluminação, granitos, entre outros. É a forma mais indicada, pois o cliente tem acesso total ao que será feito e terá uma boa noção de como o imóvel ficará depois de pronto, evitando assim, muitas refações durante o processo. Esta é a opção com o maior investimento.

- Acompanhamento: Contratado separadamente, o profissional cuida da execução do projeto em si. Para os clientes que não têm tempo ou, simplesmente, não têm interesse em se envolver em detalhes dinâmicos e técnicos da obra, esta é uma boa opção. O arquiteto cuida da fiscalização da obra e dos executores, e o investimento costuma ser de de 10 a 15% do valor da obra.

Vale a pena lembrar que é obrigatória a apresentação de projeto e assinatura de um arquiteto ou engenheiro para qualquer obra ou reforma. E os profissionais não farão nada que você sem a prévia aprovação do proprietário.

Boa reforma!

 

Imagem: TF1.


Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

© 2009 - 2017 Construindo e Reformando Todos os direitos reservados

Página gerada em 0.056 s!