Conheça o trabalho dos restauradores e sua importância para a arte

O restaurador recupera uma obra de arte, documento histórico ou monumento, fazendo com que o trabalho de grandes nomes da arte sejam conservados por mais tempo.

Publicado em 14/11/2012

Avalie este Artigo

Embora não haja o merecido reconhecimento, o trabalho de restauradores tem grande valor e se mostra útil em diversas situações.

Responsável por recuperar obras de arte, documentos históricos e monumentos, estes profissionais permitem que o trabalho de grandes artistas seja conservado, preservando a memória artística de diferentes culturas. Além disso, atualmente, o restaurador trabalha com a recuperação de peças, como lustres, abajures e imagens sacras, e em diferentes reformas.

Por isso, a profissão requer muitas habilidades e características especiais, como sensibilidade elevada, gosto pela arte e perfeccionismo. A restauração requer do profissional ainda paciência, capacidade de observação, organização, detalhismo e, acima de tudo, conhecimento sobre arte e cultura.

Apenas com tais habilidades, o restaurador estará apto a exercer sua profissão com eficiência, garantindo o melhor resultado para o seu trabalho. Desse modo, portanto, para se tornar um profissional da área, faz-se necessária uma formação adequada.

Existem vários cursos técnicos, pós-graduações e especializações em restauração e conservação de bens culturais móveis. Fica a critério do profissional qual vertente será mais satisfatória à sua carreira, o que vai depender também de suas preferências e aptidões.

restauração.jpg Foto: Wikipédia

Ao aprofundar-se no assunto e adquirir conhecimento suficiente para prestar os serviços necessários, o restaurador aprende a reconhecer e avaliar a obra de arte, examinar o estado de conservação, observar as possíveis causas da deterioração, estudar a fundo as características da obra original e, com isso, absorver a maior quantidade possível de informações sobre a obra, como, por exemplo, época de produção, tipos de matéria-prima e iconografia.

Após essa primeira análise criteriosa, inicia-se o trabalho de restauração, que, como já dito, abrange diversas esferas, como pinturas em tela, paredes e tetos, desenhos, esculturas em vários materiais, monumentos, estátuas, obras arquitetônicas antigas e documentos históricos.

Apesar de possuir um grande acervo cultural e histórico, o Brasil ainda tem muito a explorar e a crescer nesta área. Por isso, o mercado de trabalho nacional para restauração, conservação e preservação tem um longo caminho a percorrer, o que significa que os profissionais têm chance de crescimento, já que há muito a ser feito.


Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

© 2009 - 2019 Construindo e Reformando Todos os direitos reservados

Página gerada em 0.078 s!