Jardim Japonês em Casa? Sim!

Pensando em fazer um jardim japonês, área de meditação ou simplesmente um espaço inspirado na cultura oriental em sua casa? Veja as dicas no blog!

Publicado em 18/11/2015

Avalie este Artigo
5

Jardim Japonês nasceu de uma das modalidades artísticas consideradas mais sublimes da cultura oriental: o paisagismo. Captando a essência da natureza, os jardins japoneses são feitos para levar – de maneira natural – quem o aprecia para um estado de meditação, calma e espiritualidade. Ele segue uma linha minimalista, dando prioridade aos elementos religiosos, filosóficos e simbólicos.

Pode ser adaptado a espaços de diferentes tamanhos e ser construído tanto em áreas internas quanto externas. O jardim deve ser elaborado de forma harmoniosa entre os elementos essenciais, e cheios de significados, para sua composição: cascata, montanhas, floresta, o templo ou esculturas.

O importante ao montar um jardim japonês é sempre respeitar a disposição dos elementos sagrados, seguindo uma ordem de colocação dos itens e pensando no espaço de cada um deles, proporcionando equilíbrio para atrair energias positivas. Gostou da ideia de ter um lugar para relaxar? Então veja as dicas que separamos de como fazer um jardim japonês em casa e inspire-se!

1) Prepare seu Jardim Japonês

 jardim-japones.jpg

Para preparar seu jardim, escolha o melhor espaço disponível. É fundamental que ele seja o mais tranquilo e livre de barulhos possível. Se você quiser algo pequeno, os jardins no quintal ou no hall de entrada de casa, trazem boas energias e são receptivos. Escolhido o espaço? Plante grama japonesa (a do tipo esmeralda), deixando o ambiente pronto para receber árvores e arbustos!

2) Represente as Montanhas

 jardim-japones-pedras.jpg

Para representar as montanhas em seu jardim, utilize pedras grandes. Além de ornamentar o jardim, as pedras podem servir para formar caminhos (dispostas em mosaicos ou até sob a água), formando assim, não apenas uma função decorativa, mas também utilitária. Que tal?

3) Utilize Lanternas

 jardim-japones-lanterna.jpg

Além de decorar e servir como fonte de iluminação, as lanternas simbolizam o fogo e a luz, servindo para clarear a mente, abrir caminhos e para a iluminação espiritual. Elas podem ser feitas com pedras, madeira ou até metal. Este elemento é fundamental para o jardim japonês e pode ser feito em diversos tamanhos. As mais típicas são chamadas de Yukimi e lembram o formato de uma casinha.

4) Traga a Purificação com a Água

 jardim-japones-agua.jpg

A água representa o percurso da vida, a pureza e a paz. Este elemento pode estar presente em um jardim oriental de diversas formas (como um lago, fonte ou cascata, por exemplo). Dentro da água é possível incluir carpas, que são símbolo de fertilidade e prosperidade para a cultura japonesa. Além disso, os lagos podem ser decorados com pontes (simbolizando auto-conhecimento), pedras e plantas aquáticas.

5) Símbolos de Eternidade

 jardim-japones-plantas.jpg

Representando a eternidade, afastando maus espíritos e transmitindo uma ideia de continuidade e herança, as plantas devem manter o mesmo aspecto durante o ano inteiro. Por isso, vale contar com um paisagista para saber quais árvores e arbustos se adaptam melhor ao seu ambiente.

6) Elementos de Conforto

 jardim-japones-bambu.jpg

Outro forte símbolo budista muito utilizado em jardins, é o bambu. Este elemento pode ser usado de várias formas: tanto curvado em direção ao lago (representando um sinal de reverência para quem aprecia o jardim), quanto em cascatas ou nas paredes. A flexibilidade do bambu faz referência à capacidade de adaptação e mudança do ser humano.

7) Faça um Templo

 jardim-japones-templo.jpg

Crie em seu jardim um espaço semelhante às antigas residências japonesas, com janelas e portas shoji. Esse espaço servirá para meditação e como casa de chá. O elemento, além de favorecer a decoração do jardim, oferece ainda mais tranquilidade.

Gostou das dicas? Conte para nós o que achou do Jardim Japonês!


Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

© 2009 - 2017 Construindo e Reformando Todos os direitos reservados

Página gerada em 0.02 s!