Calcule a quantidade certa de tinta e economize

Para evitar desperdícios e gastos desnecessários em uma construção ou reforma, é necessário calcular a quantidade certa de tinta.

Publicado em 22/02/2013

Avalie este Artigo
4

Para evitar desperdícios e gastos desnecessários em uma construção ou reforma, é necessário calcular a quantidade certa de tinta. Afinal, qualquer economia é bem-vinda quando o assunto é construir e reformar. Nesse sentido, vários detalhes devem ser considerados.

O primeiro deles é analisar e conferir todas as características do local onde a nova tintura será aplicada. Por exemplo, determinados materiais e superfícies absorvem de forma mais intensa a tinta, o que faz com que seu rendimento varie bastante. Já em casos de pintura em locais já pintados, o resultado final da nova cor escolhida pode ser alterado.

tintas.jpgCrédito da imagem: Dona Giraffa.

Se o objetivo for passar um tom mais claro sobre um mais escuro, existem alguns truques que podem deixar a parede própria para a nova camada de cor. Lixar a superfície e retirar o pó antes de pintar é um deles; outro é passar duas ou mais mãos de tinta para que a cor de baixo se torne bem fraca e discreta, favorecendo a pintura. Assim ocorre também com a superfície clara que será pintada com uma cor mais escura. Duas ou mais mãos de tinta podem garantir que a conclusão da pintura seja como a mais esperada.

Se for necessário, portanto, aplicar mais de uma mão de tinta nas superfícies, será preciso adquirir uma maior quantidade do produto. Para não comprar a mais e não desperdiçar, é importante calcular exatamente o quanto de tinta será utilizado.

Nesse sentido, a dica é medir a área de cada parede da casa ou apartamento a ser pintado. Então, basta multiplicar a altura da parede pelo comprimento da superfície onde será aplicada a tintura e, dessa forma, será possível calcular a quantidade necessária. Vale lembrar que de acordo com a cor escolhida para o local, a quantidade pode ser diferente também.

Por isso, consultar a opinião de um profissional da área pode diminuir as chances de desperdício. Isso porque uma pessoa experiente no assunto sabe avaliar e determinar o que uma construção ou reforma precisará para ser concluída de forma satisfatória para os proprietários do imóvel em questão.

Outra possibilidade é verificar as informações disponíveis na lata de tinta. Detalhes sobre diluição e secagem podem definir se será necessário adquirir uma quantidade maior ou menor do produto.

Mesmo tomado essas precauções, existe a probabilidade de sobrar um pouco de tinta. Nesses casos, a recomendação é mantê-la em sua própria embalagem, desde que esta permaneça em um local protegido de ações climáticas, para obter uma melhor preservação. Assim, será possível reaproveitá-la futuramente.


Avalie este Artigo

Deixe seu comentário

Avalie este Artigo

Comentários

  • Seja o primeiro a comentar

© 2009 - 2020 Construindo e Reformando Todos os direitos reservados

Página gerada em 0.03 s!